Omeprazol: os riscos do medicamento se mal utilizado; câncer, demência, anemia e osteoporose



PUBLICIDADE


O medicamento e seus efeitos.

O omeprazol é um remédio bastante conhecido entre aqueles que possuem problemas na região do intestino. Ele se tornou um medicamento acessível e que costuma dar um alívio imediato aos sintomas comuns da gastrite, úlcera, refluxo, entre outros. O remédio foi considerado revolucionária ao ser lançado em meados dos anos 90.

Porém, devido a popularização do medicamento e de seus efeitos, muitas pessoas passaram a abusar deste recurso. E não mantendo uma alimentação adequada e consumindo álcool de maneira exagerada, muitas vezes, o remédio deixa de agir de maneira ideal.

Acontece que uma boa parte dos brasileiros tem uma dieta não saudável, comendo diversos tipos de alimentos processados, açúcares e farinha branca.



PUBLICIDADE


Com isso, recorrer ao medicamento parece ser algo bem mais simples do que tentar manter uma vida ativa e ter uma boa alimentação. Porém, o uso exagerado do medicamento pode levar a diversas terríveis controvérsias.


PUBLICIDADE

O abuso do medicamento passa a interferir na produção de vitamina B12, considerada essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso, entre outras funções. A falta desta vitamina também pode desencadear em uma anemia e até mesmo uma osteporose.

Com isso, danos cerebrais podem surgir e causar a demência. Estudos indicam que o omeprazol, seu uso desenfreado, pode influenciar no aparecimento desta doença.

Outras pesquisas indicaram que usuários do medicamento tiveram mais chances de desenvolver câncer de estômago, quando comparado a outros que não utilizavam o remédio.

Via: consultaremedios.com.br


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*